Vítimas do desastre da barragem de Brumadinho exigem justiça da TÜV SÜD

23 de maio de 2024
Um pôster sobre o desastre da barragem de Brumadinho pendurado do lado de fora da sede da TUV SUD em Munique

Em 2019, uma barragem se rompeu em Brumadinho, Brasil, matando 272 pessoas. Na semana passada, as vítimas do desastre viajaram para a sede da TÜV SÜD em Munique para exigir justiça ao lado da AVABRUM, uma associação que representa as pessoas afetadas pela tragédia.

Antes do colapso, havia avisos claros sobre a estabilidade da barragem, mas as operações continuaram depois que a subsidiária da TÜV SÜD certificou a barragem como segura. O colapso liberou lama tóxica no meio ambiente. Destruiu a infraestrutura, submergiu veículos, contaminou o abastecimento de água e continua prejudicando os sistemas ecológicos e os indivíduos. 

Estamos representando mais de 1.400 clientes nos tribunais de Munique contra a TÜV SÜD. Na semana passada, nosso sócio Guy Robson e a diretora jurídica Bruna Ficklscherer estiveram ao lado da AVABRUM na Alemanha.

"A tragédia em Brumadinho há mais de 5 anos deixou uma cicatriz profunda em muitos moradores e suas famílias em Brumadinho, que não conseguem obter o encerramento que merecem, pois a TÜV SÜD tenta arrastar os processos. A TÜV SÜD se recusou a oferecer uma reparação completa e justa para as vítimas, incluindo nossos 1.300 clientes. Eles devem agora fazer a coisa certa e acabar com esse sofrimento contínuo para todos os afetados pelo colapso." - Guy Robson, sócio

"Esta é a segunda vez que acompanho as vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho até a sede da TÜV SÜD na Alemanha. Mais uma vez, estou testemunhando essas vítimas implorando por justiça, enquanto a TÜV SÜD continua sem resposta." - Bruna Ficklscherer, Diretora Jurídica

Mais imprensa

Caso de fraude de emissões contra a indústria automobilística revela a conta legal para defender a ação
Os advogados que defendem uma ação legal sem precedentes contra o setor automobilístico por causa da fraude nas emissões revelaram no tribunal os custos estimados para defender a...
Leia mais
Empresas automobilísticas francesas não conseguem impedir o processo de fraude de emissões
Uma decisão do Tribunal Superior rejeitou as alegações da Peugeot Citroën e da Renault de que não poderiam cooperar com um processo judicial inglês sobre emissões.
Leia mais
Litígio do grupo Fiat Chrysler/Suzuki sobre emissões de NOx de diesel
A Suprema Corte emitiu uma Ordem de Litígio de Grupo em relação a uma Ação de Grupo a ser movida contra a Fiat Chrysler/Suzuki.
Leia mais