Exchange Chambers instruída sobre a ação coletiva "Dieselgate"

1º de julho de 2019

Vários advogados da Exchange Chambers foram instruídos por nosso escritório a prestar consultoria na ação coletiva "Dieselgate" da Volkswagen.

Estamos atuando para mais de 16.000 proprietários de carros que compraram um carro VW, Audi, Skoda ou Seat a diesel entre 2008 e 2015.

Em 18 de setembro de 2015, as autoridades dos EUA alegaram pela primeira vez que a VW havia tentado burlar o regime de testes de emissões dos EUA em relação às emissões de NOx, equipando seus veículos com "dispositivos manipuladores" ilegais. Pouco depois, as autoridades alemãs confirmaram que veículos equipados com software semelhante haviam sido vendidos em toda a Europa.

Estima-se que cerca de 1,2 milhão de veículos contendo o "dispositivo manipulador" tenham sido fornecidos a compradores no Reino Unido.

A empresa pagou dezenas de bilhões de dólares em indenizações e multas nos Estados Unidos e uma multa de 1 bilhão de euros na Alemanha. O litígio está em andamento em todo o mundo, inclusive no Brasil e na Austrália. Até o momento, a VW não pagou nenhuma indenização aos nossos clientes no Reino Unido que compraram veículos afetados.

Proprietários e ex-proprietários da VW podem ter direito a até 100% do valor de seus veículos em uma das maiores ações coletivas já vistas, envolvendo quase 90.000 reclamantes.

Gareth Shires foi instruído por nós para lidar com todos os aspectos do litígio. Além disso, ele foi instruído pelo Steering Committee, um grupo dos três escritórios com o maior número de clientes, para representar todos os requerentes como parte de uma equipe de advogados maior.

David Mohyuddin QC assessorou nossa empresa quanto aos méritos da reivindicação em geral.

Uma audiência preliminar foi marcada para 10 dias em dezembro de 2019 para lidar com a questão de saber se os veículos estavam de fato equipados com um "dispositivo manipulador" no sentido dos regulamentos europeus relevantes.

Mais imprensa

Caso de fraude de emissões contra a indústria automobilística revela a conta legal para defender a ação
Os advogados que defendem uma ação legal sem precedentes contra o setor automobilístico por causa da fraude nas emissões revelaram no tribunal os custos estimados para defender a...
Leia mais
Empresas automobilísticas francesas não conseguem impedir o processo de fraude de emissões
Uma decisão do Tribunal Superior rejeitou as alegações da Peugeot Citroën e da Renault de que não poderiam cooperar com um processo judicial inglês sobre emissões.
Leia mais
Vítimas do desastre da barragem de Brumadinho exigem justiça da TÜV SÜD
As vítimas do desastre de Brumadinho foram até a sede da TÜV SÜD em Munique para exigir justiça.
Leia mais